O melhor de mim para o melhor dos mundos

Riqueza;
Pobreza;
Onde vivemos?
Será?
Que vivemos?
Pois nascemos;
Sem um destino;
Ó mundo cruel,
Tantas diferenças;
Riqueza;
Pobreza;
Ganância do poder;
Crueldade no sangue;
Que derrama no árduo da vingança;
Mudanças?
Crença?
Crer em quem?
Fulminar alguém;
Dilacerar o coração;
Fortemente;
Feito um vulcão;
Certo; Errado;
Alguém para nos orientar;
E gritar na paz e no amor;
Um ser bom em qualquer lugar;
Desse pequeno;
Imenso país;
Que é o nosso;
Brasil;
Brasil; de amor;
De justiça e cor;
Um Brasil brasileiro;
Que sopra a paz e a justiça;
Mas o que chega? Nada!
Brasil, terra adorada;
O verde, o mar;
Pra quem?
Todos?
Pessoas?
Gratidão? Ternura?
Ódio? Loucura?
Solidariedade?
Morrer mais um;
Na verdade;
Ser feliz?
Amar?
Ser amado?
Ódio?
Ternura?
Respeito;
Ciúmes;
Morte?
E aí? O que aprendemos?
Ser lixo;
Ser crente;
É isso tudo;
Que destrói a cabeça,
Que cabeça?
Da gente.
Gente;
Que ri e canta;
Que sofre e dança;
Sempre na eterna esperança.
Quente;
Morno;
Frio, congelante;
O coração do Brasil;
Crianças no chão, com frio;
Sem amparo;
Sem amor;
Sem vida;
A justiça Urbana;
O sonho rural;
De ver a nossa gente;
Feliz sem chorar;
Cocaína;
Maconha;
E um aperto de mão;
Do cidadão;
Cidadão que chora;
E que sorri;
Com direito a vida;
Também...
Eles também gostariam;
De ser alguém;
Quando?
Onde?
Na vida?
Que vida?
A mesma vida;
Que mata;
Que fulmina;
A mente de alguém;
Que poderia ser alguém;
Onde?
Na vida!

Um comentário:

rosana disse...

Adorei seus poemas, mas o que mais me chamou a atençaõ fou "O que você fez mudou a sua vida".
VC é muito especial, pelo que escreve dá pra sentir o amor, o desejo e o conflito.
Bjus e muito sucesso pois com certeza muita gente vai gostar de ler.